quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

A realidade...

Uma amiga esses dia falando sobre personalidade me disse “Fê, você é muito transparente,tem muitas qualidades, ou então é tão boa atriz e eu esteja me enganando”
Aí está o meu problema: não ser uma boa atriz, não conseguir disfarçar, minhas frustrações, minhas indignações e minhas decepções. Ser tão impulsiva ao ponto de enfiar o dedo na cara de um guardinha de trânsito reivindicando o meu direito de atravessar a rua com meu bebê, e soltar a seguinte frase: Você está fazendo o que? Enfeitando a esquina?  E ele: Minha senhora, meu expediente já terminou...
“Então vá pra casa e troque de roupa, ou então tire aí mesmo que talvez seja preso por atentado ao pudor! Já que não está fazendo nada!”
Oras, mesmo fora do horário dele, tinha o dever! E por esse motivo me deu uma dor de cabeça enlouquecedora e uma vontade imensa de vomitar que mal consegui fazer compras.

Preciso aprender a me calar.
Preciso parar de ser tão impulsiva ao ponto de levantar as 3 da manhã, ligar o computador e escrever compulsivamente um monte de “asneiras” (nem tanto assim, vai, nunca vou realmente admitir, rs) Motivada por um “ a gente se vê por aí, ou nos BASTIDORES DO COTIDIANO” ou “você me feriu com suas palavras..."
Ah, vá! Não me arrependo sequer de nenhuma palavra (só de ter me chamado de ET, rs). Arrependo-me, sim de ter levantado da cama de madrugada pra desperdiçar meu tempo precioso de sono, podendo ter escrito tudo pela manhã...
Mas talvez pela manhã não tivesse escrito nada e estivesse com mais raiva dentro de mim.
O melhor disso tudo é que meu marido me acordou com café pronto ( e eu pensando que estava sonhando com o cheiro) e ao pé da cama me diz
- Já sei, está atacada da TPM de novo?
Eu disse com os olhos inchados de tanto chorar
- É, só você mesmo pra entender sem eu ter que falar.

Tomei meu café empurrado, com estômago embrulhado, mas feliz por ter aquela realidade...

01/01/2012 às 17h15min

Fernanda Guiterio Jacobina

4 comentários:

Ana Lucia Steiner disse...

Fer com o tempo a gente aprende muita coisa...
Aprende inclusive que as decepções são necessárias para que possamos nos tornar pessoas melhores e a saber lidar melhor com as pessoas. Veja essa frase de Paulo Coelho -
" Quando alguém encontra seu caminho precisa ter coragem suficiente para dar passos errados. As decepções, as derrotas, o desânimo são ferramentas que Deus utiliza para mostrar a estrada.
Continue escrevendo de madrugada qdo se sentir inspirada....Eu faço isso desde a minha adolescência ....no silencio que me inspiro. Vc escreve coisas legais , coisas q muitas pessoas sentem mas não conseguem externar....bjos

Vitor Jacobina disse...

Mto bom ler isso aqui....

disse...

valeu meu primo...rs agora vc vai ler soh aqui rs

disse...

valeu meu primo...rs agora vc vai ler soh aqui rs